Tamanho da fonte:

Homem que assaltou sítio em Coronel Pilar tem extensa ficha criminal

Jaimir Schaeffer participou de ataque à Brigada em Coronel Pilar, assaltos a banco e homicídio

Ataque ao Posto da Brigada Militar está entre os crimes praticados na Serra (Foto: José Carlos Cichelero)

A prisão de Jaimir Schaeffer foi acompanhada pela reportagem da Rádio Garibaldi. Em 29 de Janeiro deste ano, o delegado Clóvis Rodrigues de Souza, em coletiva aos meios de comunicação, apresentou a Operação Vale do Taquari que resultou na prisão de cinco pessoas. O bando foi enquadrado por roubos qualificados, latrocínio, tentativa de homicídio, porte ilegal de arma e formação de quadrilha. 
Na ocasião foram apresentados Carlos Alberto Colombo, 45 anos, de Roca Sales; Rodrigo José Gonçalves, 25 anos natural de Dois Lajeados e morava em Lajeado; Ademar Domingos Ribeiro, 27 anos, natural de Putinga e que residia em Bom Retiro do Sul; Jovane Schaeffer, 22 anos de Roca Sales e Jaimir Schaeffer, 27 anos de Roca Sales, mas que morava em Encantado. 



Os crimes ocorreram em Garibaldi, Coronel Pilar, Carlos Barbosa, Boa Vista do Sul, Monte Belo do Sul, São Valentim, Roca Sales, Imigrante, Encantado, Arroio do Meio, Muçum, Bento Gonçalves, Dois Lajeados e outras cidades. Na época, a investigação, segundo o delegado Clóvis, contou com o apoio de delegacias de polícia dos municípios da Serra e Vale do Taquari. 



Outros crimes atribuídos ao bando:

No dia 4 de outubro de 2009, roubo de um veículo Santana, em Imigrante, usado no ataque ao posto de Coronel Pilar;

Em 9 de outubro de 2009, assaltam residência e roubam veículo Versailles em Monte Belo do Sul. Com o Versailles assaltam banco em Dois Lajeados, roubando dinheiro e levando vítimas de refém;

No dia 3 de novembro de 2009 - assalto de residência em Monte Belo do Sul de onde levam o veículo Vectra que é usado, após, a assalto ao Sicredi em Capitão, onde roubaram mais de 23 mil reais em dinheiro, armas do vigia e, na fuga, fazem de refém algumas vítimas.

Escutas telefônicas, localização de farda com mancha de sangue, um revólver, munição e toucas foram fundamentais para a identificação do bando.



Dos crimes praticados na Serra, três foram de maior gravidade:

No dia de 4 de julho de 2009, num sábado à noite, dois encapuzados levaram pânico a duas famílias da comunidade de São Luiz de Castro, em Boa Vista do Sul, quase divisa com Coronel Pilar. O agricultor e vendedor de hortifrutigranjeiros, Batista Boscaini, 54 anos, levou três tiros dentro do seu quarto. Ele foi baleado na frente da filha adolescente, da esposa, da mãe e do vizinho. Os bandidos invadiram as duas casas, em busca de dinheiro. A família de Boscaini traumatizada e chocada com o acontecido, mudou-se para outra cidade próximo de parentes, com o objetivo de reconstruir a vida. 

No dia 13 de maio de 2009, três homens invadiram duas residências, às 20h15min, e mantiveram reféns as famílias de Antônio e Dirceu Benini- pai e filho. Foram quatro pessoas que ficaram sob a mira de revólveres por cerca de oito horas. Chovia, quando chegaram os bandidos. Eles invadiram primeiro a casa do filho e já foram dizendo que sabiam que eles tinham um caminhão e que pertencia ao pai e filho e que precisavam dele para transportar uma carga. Um deles saiu com o caminhão e outros dois permaneceram na casa até a confirmação da chegada do mercedes benz L 1620, trucado, cor azul, placas JJB 5646, de Coronel Pilar, ao destino. Os outros dois bandidos jantaram no local, assistiram ao jogo do Inter e Flamengo pela televisão e às 4h15min da madrugada, saíram da casa levando o chevette cinza, placas IID 7665, de Roca Sales. Eles levaram ainda pertences da família, uma gaita que é um instrumento de estimação, uma motosserra, dinheiro e celular. A família não percebeu qual o veículo que os bandidos chegaram. O chevette foi localizado, mas o caminhão não.

Em 6 de outubro de 2009 - Três homens armados de escopeta e pistola, atacaram o posto da Brigada Militar de Coronel Pilar, por volta das 12h30min. Na unidade estava o sargento Gilberto que revidou os disparos, contando com apoio do soldado Dario que almoçava em sua residência que fica próxima ao local. Durante o tiroteio, com aproximadamente 100 disparos, o soldado Dario da Silva Nunes foi baleado. Socorrido pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Coronel Pilar, o policial militar foi levado ao Hospital São Pedro de Garibaldi e após transferido ao Hospital Tachini, em Bento Gonçalves. O objetivo dos assaltantes era render a força policial para após assaltar as agências do Banrisul e Sicredi.





Jaimir foi detido na Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves de onde fugiu em abril deste ano.

Na madrugada do dia 26 de abril, por volta das 3h20min, dois apenados quebraram a parede de uma cela, pularam o muro e fugiram do Presídio Estadual de Bento. Além dos dois presos que conseguiram escapar, outro fugitivo foi recapturado. Naquela segunda-feira, Jaimir Schaeffer juntamente com Alexandro Gringolo Schimitt quebraram a parede da cela 11 onde funcionava uma oficina, acessando ao pátio do presídio e posteriormente a parte frontal do prédio. Mesmo com buscas realizadas pela Polícia Civil e Brigada Militar, Jaimir e Alexandro não foram recapturados.





Após fuga do presídio Jaimir participa de assalto a sítio em Coronel Pilar

No dia 29 de maio, por volta das 19h30min, uma família de Bento Gonçalves jantava em seu sítio, na localidade de Linha Cruzeiro – Coronel Pilar, quando Jaimir Schaeffer e Tiales de Oliveira, armados com uma barra de ferro e um revólver, quebraram a porta da residência e renderam o pai, a mãe e as duas filhas de 12 e 14 anos. Durante uma hora a família permaneceu amarrada enquanto os bandidos roubavam diversos objetos da casa. Foram levados quatro celulares, uma câmera digital, 300 reais em dinheiro, Cd's, rádio, uma maleta de ferramentas, além de outros pertences. Após, a dupla fugiu com o carro da família, um Fiesta Sedan, preto, placas IPN 7120, de Bento Gonçalves, que estava estacionado em frente a casa. O delegado Clóvis Rodrigues de Souza, em entrevista a Rádio Garibaldi na sexta-feira, 30 de julho, confirmou a ação da dupla.



Polícia volta a prender Jaimir
 
Durante o trabalho de investigação do assalto ao sítio em Coronel Pilar, a polícia de Garibaldi, constatou que um grupo de assaltantes de São Leopoldo estava agindo de maneira semelhante às ocorrências dadas em municípios da Serra. Ao deslocar-se a São Leopoldo a Polícia constatou que, Tiales de Oliveira, 23 anos, já estava recolhido ao Presídio Estadual do Jacuí, em função de diversas ações de assaltos e clonagem de veículos nesta mesma região. A polícia foi até a residência de Tiales onde encontrou o telefone celular do proprietário do sítio assaltado, além das chaves, chaveiro e controle das portas do Fiesta. Na casa ainda estava Jaimir Schaeffer, 27 anos, de Roca Sales, mas que mora em Encantado, fugitivo do presídio de Bento Gonçalves e que atuava junto à quadrilha que atacou o Posto da Brigada Militar de Coronel Pilar no ano passado. Schaeffer foi preso em flagrante pela polícia. O carro da família com que a dupla fugiu na ocasião em Linha Cruzeiro, um Fiesta Sedan, preto, de placas IPN 7120, de Bento Gonçalves, foi recuperado clonado na cidade de Canoas. Jaimir Schaeffer é, então, reencaminhado ao Presídio Estadual de Bento Gonçalves.


Tiales de Oliveira (E) e Jaimir Schaeffer

por Daniela Fanti (Rádio Garibaldi AM), dia 03/08/2010 às 15:11

Comentários

    Não há comentários para esta notícia.

Comente esta notícia

Entre em contato por email: